Turbo trainer: a máquina de tortura!

Turbo trainer: a máquina de tortura!

28 de Outubro, 2018 Não Por Cycling Domestique

Com a chegada do Inverno, do mau tempo e dos dias mais curtos, a disponibilidade para treinar regularmente na rua reduz-se drasticamente.

Se queremos chegar em forma à Primavera, data das primeiras provas do ano, necessitamos de encontrar uma solução, ou nos sujeitamos às condições meteorológicas e treinamos na rua, seja noite ou dia, faça chuva ou faça sol, ou nos fechamos em casa e damos uso ao turbo trainer (mais conhecido por rolo, embora erradamente).

O turbo trainer (TT) é um equipamento ao qual acoplamos a bicicleta e que nos permite pedalar dentro de portas, de forma estacionária. Apesar de não ser um equipamento adorado pelos ciclistas, o TT, se bem usado, pode trazer-nos benefícios bastante efectivos, ajudando-nos a manter a forma durante o período de inverno.

Nos dias de hoje há uma enorme variedade de turbo trainers no mercado, classificados consoante o tipo de resistência que utilizam, ar, magnético, fluido e eléctrico.

Nos TT a ar a resistência é gerada através da rotação de uma ventoinha no interior da unidade e apenas permite ajustar a resistência através da transmissão da bicicleta. É o sistema mais simples e também o mais barato do mercado. Têm como principal desvantagem o ruído excessivo que provocam.

Os TT magnéticos criam a resistência através de um campo magnético gerado no interior da unidade. A resistência pode ser ajustada em vários níveis, através de um manipulo que podemos colocar no guiador.

Os TT a fluido têm um sistema de hélice mergulhada num fluido, geralmente óleo. A resistência é assim provocada pela própria resistência que o fluido gera à rotação da hélice, sendo tanto maior quanto mais depressa tentamos pedalar. O ajuste da resistência é feito com a transmissão da bicicleta e é dos tipos de TT que melhor simula a sensação de pedalar em estrada, sendo ainda bastante silenciosos.

Os TT com resistência eléctrica têm geralmente uma head-unit que se acopla no guiador da bicicleta e nos permite fazer os ajustes de resistência através dela, fornecendo-nos ao mesmo tempo uma série de dados para monitorizar e nos ajudar na realização dos treinos.

Tradicionalmente o encaixe da bicicleta no TT é feito através da roda de trás, com a ajuda de um quick-release específico, fornecido juntamente com o TT. Actualmente já existem TT direct-drive, que são equipamentos onde encaixamos a bicicleta sem a roda de trás, uma vez que têm uma cassete acoplada. São TT bastante silenciosos e os que melhor simulam a sensação de rolar na estrada. Têm como contra o facto de serem mais caros que os que referia anteriormente.

A era smart também chegou aos TT, surgindo nos últimos anos os smart trainers. Estes TT permitem a conectividade através de bluetooth e/ou ANT+ com computadores, tablets e outros equipamentos electrónicos. Para além disto podem ainda ser controlados automaticamente por estes equipamentos, dando aos treinos uma simulação mais aproximada da realidade que temos na estrada.

A utilização do turbo trainer como ferramenta de treino traz várias vantagens. Desde já permite-nos treinar de forma segura, uma vez que não estamos expostos aos riscos de pedalar de noite ou com piso molhado. Permite-nos manter a regularidade dos treinos, uma vez que dentro de portas não há desculpa para não treinar porque está frio, chuva ou vento. Podemos criar treinos estruturados de acordo com os nossos objectivos e segui-los à risca, sem estarmos sujeitos a ter de interromper uma série por causa de um cruzamento, um semáforo ou um obstáculo que nos surgiu pela frente. Para os ciclistas com disponibilidade reduzida de treino é também uma ferramenta fundamental para tirar mais rendimento do treino. É possível tirar mais rendimento de um treino de uma hora no TT do que em duas horas na estrada. No TT pedala-se sempre, não há descidas, não há semáforos nem engarrafamentos. Podemos ainda usar o TT para fazer um aquecimento antes das provas, bastante importante para aquelas que começam logo à morte, como os crits ou circuitos e contra-relógios.

Para mim o turbo trainer é uma ferramenta fundamental para qualquer ciclista amador que tenha objectivos de treino!

Siga-nos nas Redes Sociais: